15 de dez de 2009

Perfil do Signo de Peixes

peixes 20 02 a 20 03

São pessoas que precisam: Dançar, e de uma causa nobre pela qual lutar e que faça a vida delas ter um sentido. Procuram intensa e profundamente um significado, e enquanto não encontram um propósito pelo qual lutar andam como que perdidas no mais incompreensível dos infinitos.

Na melhor das hipóteses são: Espirituosas, românticas, serenas e poderosas, caritativas, amorosas, compassivas, emocionalmente profundas e verdadeiras, de mente aberta, comprometidas, sábias, simpáticas, abnegadas, receptivas e tolerantes.

Na pior das hipóteses são: Fantasiosas, tímidas, erráticas, vagas, irracionais, passivas, sem caráter, hipócritas, irresolutas, melancólicas, pessimistas, dadas a vícios, cheias de dedos.

Quando pensam são: Esperançosas, inclinadas a perdoar, amantes da boa vida. Abertas a todas as idéias e influências, finamente sintonizadas com as emoções e guiadas por intuições profundas. Imaginativas, sentem muito e respondem à altura das sensações.

Quando agem são: Gentis, calmas e tolerantes. Se adaptam rapidamente a todo tipo de mudanças, e colocam as outras pessoas, mesmo que não as conheçam, em primeiro lugar. Procuram ser simpáticas, e tornar o ambiente divertido.

No trabalho são: Procuram variar e ser criativas, mesmo que em ambientes rotineiros. São altamente expressivas e se ocupam de estabelecer uma alegre desordem para descontrair o ambiente. Podem interessar-se muito por dinheiro ou não prestar-lhe atenção alguma.

Gostam: Tudo que seja abstrato, misterioso e infinito. Há também os tipos materialistas, que se agarram ao mundo prático com o mesmo misticismo de quem pratica meditação transcendental. Atividades culturais e dança, muita dança.

Detestam: Ambientes hostis, crueldade, mentira, hipocrisia, limites, lugares em que não se sintam entrosadas, magoar alguém, sentir-se rejeitadas, falta de incentivo, pessoas insinceras, ser tapeadas e ser pressionadas.
Socialmente são: Ouvem muito e aceitam o que ouvem sem críticas ou censuras, assim como também não se chocam com nada, podem compreender e tolerar tudo. Por isso, transformam-se em clássicos ombros amigos em quem todo mundo se apóia.

No amor são: Sensuais, com um coração que se magoa facilmente, mas que também está disposto a se dar por inteiro. Apreciam muito a confiabilidade da pessoa com quem se acompanhem, e fazem com que ela se sinta amada, desejada e tendo importância fundamental.

Signos com que teoricamente combinam: Escorpião, Câncer e Virgem.

Signos com que teoricamente não combinam: Sagitário, Libra e Leão.

Os recém-nascidos: Simpáticos, discretos, donos de seu próprio mundo, sensíveis aos acontecimentos e ao meio ambiente, de olhar atrativo, não prestam a mínima atenção às pessoas que eles decidem não gostar. Muito instáveis emocionalmente, não gostam das mesmas coisas todos os dias.

A infância: Fantasiosa e sonhadora, carregam na alma uma tristeza que não compreendem, procurando rapidamente conferir se pertencem mesmo à família com quem vivem, ou se talvez caíram de um outro planeta. Muito atentas a tudo que seus sentidos captam, o que nunca é pouco, têm também dificuldade de traduzir essas sensações. Por isso, ficam tempos meio embasbacadas, fora de ação, olhando o infinito.

A adolescência: Se carregam cicatrizes da infância, no período da adolescência elas crescerão de tamanho até igualar-se com o infinito. Por isso, a adolescência pisciana pode tanto ser de grande alegria como também da mais profunda melancolia. Nos dois casos continuam imaginando, e tentando viver a vida como se fosse um filme do qual são protagonistas. O papel que inventem na adolescência os acompanhará para sempre.

As mulheres: Hipersensíveis, sedutoras, imprevisíveis, elas organizam a vida de acordo com a fantasia pertinente. A realidade parece a elas uma piada que nem sempre as faz rir, e por isso se refugiam num universo de sonhos tranqüilizadores. Exalam beleza pelos olhos, enfeitiçando com eles muito mais pessoas das que elas pensam, porque não guardam uma boa imagem de si mesmas. Seus gestos são graciosos e as roupas que usam não são nunca do mesmo tipo, porque elas as adaptam ao meio ambiente em que vivem, ou à pessoa com quem se relacionam. Prestam mais atenção aos sapatos.

A sexualidade feminina: Sentem que nasceram para ser seduzidas e para entregar-se a quem saiba criar um ambiente mágico. Não são de relacionamentos rápidos, sem preliminares. Quando se atrevem a praticá-los saem da situação extremamente feridas. Precisam sentir-se confiantes para entregar-se e, quando o fazem, explodem de paixão. Corre-se o risco de perdê-las para sempre quando tratadas grosseiramente. São fiéis, "pero no mucho", porque precisam de amor e, se o casamento não o oferece, não hesitam em procurá-lo fora desse.

Os homens: O olhar simpático e acolhedor não impede que se tornem autoritários e inflexíveis em determinados momentos. Gostam de usar roupas folgadas, que não os apertem, e se apegam a sapatos que usam até que não dê mais. Eles são muito mais fortes do que parecem, mas revelam sua força quando as outras pessoas perdem a cabeça e não sabem o que fazer. São bondosos, mas sob certas condições se tornam mesquinhos e cruéis. Mas quando o fazem, se tornam profundamente infelizes. Conhecem um pouco sobre todos os assuntos e mantêm relacionamentos com pessoas de diversos níveis sociais. Para eles, a realidade é relativa e a moral não tem muito valor, podendo praticar atos duvidosos.

A sexualidade masculina: Exprimem seus desejos de forma velada, por meio de insinuações, de pensamentos subentendidos, de modo a poder retirar-se rápida e estrategicamente se os avanços não dão certo. Precisam sentir-se confiantes e bem recebidos, pois funcionam melhor num ambiente que os tranqüilize. A música, um pouco de bebida, um clima cheio de preliminares, tudo indica uma tendência ao romantismo, que na verdade encobre muitas vezes um temor infernal do sexo. Só em primeira instância, porque depois...

 

Fonte:

Astral

e

Papéis de Parede

0 comentários:

Postar um comentário